T4 livre: saiba para que serve o exame da tiroxina

T4 livre: para que serve e valores de referência

Por Dra. Fernanda S. C. Lopes

 

O T4 livre é a fração livre e ativa do hormônio tiroxina, produzido pela glândula tireóide. A dosagem do T4 livre tem como objetivo avaliar como está o funcionamento da tireoide. 

Este hormônio exerce diversas funções importantes no nosso organismo. 

 

agendamento de exames e consultas

 

O que é T4 livre (tiroxina livre)?

O T4l é a dosagem da fração livre e ativa do hormônio tiroxina (T4) produzido na tireóide, circulante na corrente sanguínea.

Para que serve o hormônio T4 livre? 

Este hormônio é um dos produtos da tireoide e ele age em vários órgãos e tecidos, como coração, intestino, cérebro, esqueleto, no controle de temperatura, na placa de crescimento e entre outros.

Quais são os sintomas de T4 livre alterado?

Os sintomas vão depender se o T4 livre está alto ou baixo. Entenda: 

Sintomas de T4 livre alto

Quando há uma produção excessiva de T4L, o paciente apresenta coração acelerado, aumento da pressão sanguínea, diarreia, aumento do apetite associado a perda de peso, intolerância ao calor, suor generalizado excessivo, dificuldade de concentração, insônia e pode ter alteração de comportamento e até desencadear doenças psiquiátricas.

Sintomas de T4 livre baixo

Quando há baixa produção de T4L, o paciente apresenta indisposição, fadiga, diminuição da concentração, sonolência, constipação, também pode ocorrer ganho de peso e inchaço.

Quando fazer o exame T4 livre?

O exame T4 livre deve ser feito caso o paciente tenha histórico familiar de doença autoimune da tireoide, em situações de aumento do volume da tireóide e em suspeita de lesões de uma glândula chamada hipófise.

Na faixa etária pediátrica, é importante rastrear também quando o paciente apresenta baixo crescimento/baixa estatura, além dos sintomas acima. Nos adultos, além das indicações acima, em exames periódicos que devem ser definidos de acordo com o histórico clínico do indivíduo.

Como é feito o exame?

Trata-se de um exame de sangue simples e rápido. 

 

agendamento de exames e consultas

 

Preparo

Não necessita jejum. O paciente não deve tomar suplementos vitamínicos contendo Biotina 72 horas antes da coleta. Caso o paciente faça reposição com levotiroxina, a medicação só deve ser tomada após a coleta ou realizar a coleta após 4 horas de sua administração.

Duração

De 5 a 10 minutos, o tempo médio de uma coleta de sangue periférico.

Tipo de coleta

Coleta simples de sangue periférico.

Periodicidade

A periodicidade depende da condição clínica do paciente. 

Como é o resultado do exame?

O laudo vem com resultados numéricos em ng/dL. 

Valores de referência

Os valores de referência variam com a idade e há pequenas diferenças entre laboratórios. O VR fica em torno de 0,93 a 1,7ng/dL.

Qual a diferença do exame de TSH e T4 livre?

O TSH é o hormônio estimulador da tireoide, ele é o hormônio sintetizado na hipófise e estimula a glândula tireóide a produzir seus produtos finais, o T3 e o T4. Portanto, o TSH é o hormônio que regula a produção do T4.

O que a alteração na tiroxina livre pode causar?

A alteração do T4 no organismo pode estar associada a algumas doenças, como:

  • Hipertireoidismo; 

  • Hipotireoidismo; 

  • Doença de Graves; 

  • Nódulos tireoideanos;

  • Câncer de tireoide. 

Para realizar seus exames com segurança e tecnologia de ponta na Bronstein, basta acessar nossa plataforma de agendamento online. 

Tratamento de alterações na tiroxina livre

Caso a tiroxina esteja baixa e confirmada com pelo menos 2 exames, é necessário a reposição com Levotiroxina. 

Se o T4L estiver alto, confirmado também em 2 amostras, a depender da causa, é estabelecido o tratamento. 

A causa mais frequente é o hipertireoidismo autoimune e o tratamento é com drogas anti-tireoidianas, como o metimazol ou propiltiouracil.

 

resultados de exames