Colposcopia: Entenda o que é, cuidados e como o exame é feito

Colposcopia: o que é e como o exame é feito

Por Dra. Maria dos Anjos

 

colposcopia é um exame capaz de identificar lesões benignas, pré-malignas e malignas. Com o exame é possível analisar os tecidos do Trato Genital Feminino com clareza, a fim de diagnosticar precocemente possíveis complicações.  

 

agendamento de exames e consultas

 

Sobre o exame de colposcopia 

A colposcopia é um exame de diagnóstico onde, através de um aparelho chamado colposcópio (que possui lentes de aumento parecido com um binóculo), examinamos o Trato Genital Feminino. 

A Colposcopia e a citologia oncótica cérvico/vaginal (Papanicolau) são complementares. 

Colposcopia com biópsia 

Durante a colposcopia podemos ou não fazer biópsia, depende do que for observado durante o exame, a indicação da biópsia é do médico colposcopista durante o exame. 

Para o que serve o exame? 

O exame serve para identificar tanto as lesões benignas (como inflamações), lesões pré-malignas (que antecedem o câncer), quanto lesões malignas (câncer). 

Quando é necessário fazer uma colposcopia? 

A colposcopia é indicada quando temos uma citologia oncótica (Papanicolau) alterada, sangramento a esclarecer, parceiro ou parceira com câncer genital ou ISTs, mulheres com ISTs, lesões vulvares ou vaginais associada ao HPV. 

Preparos necessários 

O preparo do exame é importante, sendo inbdicado não ter relações sexuais antes do exame (o esperma fica até 72 horas na cavidade vaginal), usar creme vaginal e estar menstruada, pois interfere na amostra realizada. A secreção vaginal ter que estar sem esses fatores para que o diagnóstico seja efetivo. 

Como é feito o exame de colposcopia? 

O exame é semelhante a uma consulta ginecológica convencional, onde a paciente se deita com as pernas afastadas e o médico responsável introduz um espéculo vaginal (aparelho utilizado para manter a vagina aberta durante o exame) e posiciona o colposcópio a cerca de 30cm de distância. 

Durante o exame é utilizado dois reagentes o ácido acético 3 ou 5%, e o iodo (Teste de Schiller) para visualizar as lesões que possa existir na região, sejam elas benignas ou malignas, principalmente as alterações decorrentes da infecção por HPV. 

Duração do exame

O exame não é demorado, dura de 15 a 20 minutos, mas depende de cada caso e das lesões que forem observadas. Normalmente é bem suportável, podendo gerar apenas um desconforto e cólica tipo menstrual,  dependendo da sensibilidade de cada pessoa, visto que para fazer o exame usamos o espéculo vaginal descartável para abrir a cavidade vaginal. 

Doenças que a colposcopia detecta 

Pela colposcopia é possível identificar lesões benignas, pré-malignas, que antecedem o câncer, e malignas. Dentre elas estão a inflamação do colo do útero, dor pélvica, pólipos benignos, sangramentos e verrugas genitais no colo do útero (geralmente causadas pelo vírus do HPV). 

Com qual frequência fazer o exame? 

A frequência da realização do exame pode variar de acordo com cada caso. Se os resultados obtidos forem preocupantes e incluírem a presença de anormalidades, o médico responsável poderá solicitar o exame anualmente para acompanhamento.  

Já se o exame apresentar resultados normais por duas vezes seguidas, poderá ser realizado a cada três anos. 

O exame de colposcopia dói?

A colposcopia costuma ser indolor na maioria dos casos. Algumas mulheres relatam pequenos incômodos durante e após o exame, mas isso é relativo de pessoa para pessoa. 

 

consulta online, agendamento e resultados de exames